INÍCIO

NICOTINA DEPENDÊNCIA TRATAMENTO

FUMANTE PASSIVO

A NICOTINA CAUSA DEPENDÊNCIA

A nicotina é o agente farmacológico do tabaco responsável pela dependência física. O processo de ação desta droga sobre o Sistema Nervoso e a dependência por ela causada é similar a da cocaína e heroína. Contudo, ela age mais rapidamente chegando ao cérebro em aproximadamente 9 segundos.

Além desta substância, estão presentes no cigarro outras 4729 que, apesar de não causarem dependência física, são extremamente tóxicas. É o caso do alcatrão - substância cancerígena, do monóxido de carbono, da amônia, entre outras.

A maioria das pessoas que fuma descreve uma sensação de prazer e de bem-estar. Essa sensação ocorre pois ao atingir o sistema mesolímbico, a nicotina desencadeia uma descarga de dopamina - neurotransmissor responsável pela sensação de prazer ligada ao ato de fumar. No entanto, com o passar do tempo, o efeito desejado só é obtido com doses maiores, levando ao desenvolvimento de uma tolerância.
Cada fumante tem seu próprio índice de tolerância, uns precisam de 1 maço para atingir o efeito desejado enquanto outros podem precisar de 2 , 3 ou 4.

.
QUANDO VOCÊ FUMA...

 

Veja como a nicotina age no seu cérebro:

Para se comunicar uns com os outros, os neurônios usam substâncias mensageiras chamadas neurotransmissores. A nicotina imita a ação da acetilcolina, um neurotransmissor. Como as moléculas clandestinas, a nicotina se encaixa nos receptores de acetilcolina das células cerebrais. Estimuladas pela nicotina, essas células produzem mais dopamina, neurotransmissor associado à sensação de bem-estar. 

 


MALEFÍCIOS

Pelo menos 25 doenças estão comprovadamente associadas ao cigarro. Conheça os prejuízos que ele pode causar ao organismo.

1. Cérebro - risco de derrame triplicado.
2. Pulmão
- bronquite, enfisema e asma e eleva em 22 vezes o risco de câncer; maior chance de infecções virais e pneumonia.
3. Circulação - maior risco de trombose, doença vascular periférica, inflamação dos vasos e gangrena.
4. Rins - substâncias inaladas causam insuficiência renal e câncer.
5. Bexiga - risco de câncer elevado em 3 vezes.
6. Ossos
- mulheres na pós-menopausa correm maior risco de osteoporose.
7. Aparelho digestivo
- provoca câncer de estômago, pâncreas e esôfago, refluxo esofágico, azia, gastrite e úlcera.
8. Sistema reprodutor - Mulheres: favorece câncer do colo do útero e bexiga, menopausa precoce, menor lubrificação vaginal, diminuição de desejo sexual e infertilidade. Homens: dificuldade de ereção, ejaculação precoce, infertilidade e diminuição do desejo sexual. Bebês: abortos espontâneos, bebês prematuros, com peso abaixo do normal e natimortos.
9. Coração - aceleração dos batimentos cardíacos eleva o risco de infarto; dobra o as chances de morte por doenças cardíacas.
10. Laringe - câncer, laringite crônica e rouquidão.
11. Boca - mau-hálito; nicotina inflama a gengiva e alcatrão escurece os dentes
12. Nariz - o alcatrão reduz a capacidade olfativa. Perda do fôlego e sinusite.
13. Pele - alteração na coloração e envelhecimento precoce.

BENEFÍCIOS

PARAR DE FUMAR: UMA DECISÃO QUE TRAZ MAIS BENEFÍCIOS DO QUE VOCÊ IMAGINA.

Benefícios a curto prazo:


Benefícios a médio e longo prazo:

Benefícios Pulmonares

Benefícios Cardiovasculares

Benefícios para outros órgãos

 Outros benefícios

 

 Lembre-se: Parar de fumar não irá torná-lo igual a uma pessoa que nunca fumou, mas pode deixá-lo próximo disto.